RSS

Bispo brasileiro apóia presidente paraguaio

27 abr

Dom Tomás Balduíno, bispo emérito de Goiás, escreveu uma carta aberta ao presidente do Paraguai, Fernando Lugo. Para os mais desavisados, Lugo era bispo e foi reduzido ao estado laical após ser eleito presidente do Paraguai (embora tenha se candidatado em desobediência ao Vaticano, que não permite que sacerdotes sejam políticos). Nas últimas semanas assumiu a paternidade de um filho concebido quando ainda era bispo e mais duas mulheres alegam que Lugo também é o pai de seus filhos.

Tanto Dom Balduíno como o presidente Lugo são exponentes da Teologia da Libertação e não é outro o motivo pelo qual o bispo brasileiro escreve uma carta em apoio a Lugo. A carta mostra muito bem um dos males da Teologia da Libertação: a politização de tudo.

Dom Balduíno já começa argumentando que a imprensa brasileira repercutiu o fato fazendo coro ao Partido Colorado (oposição a Lugo), como se o fato de noticiar tal absurdo fosse um ato oposicionista ao presidente paraguaio.  Talvez criticar o presidente de uma das nações mais auspiciosas no processo de libertação, nas palavras do bispo, seja pecado…

Absurdo é o bispo brasileiro congratular o presidente paraguaio pelo ato de valentia e sinceridade. Que valentia? Que sinceridade? Valentia em violar o celibato clerical? Sinceridade em ter relações sexuais fora do matrimônio? Valentia em assumir o filho só depois que o caso foi parar na imprensa? Com efeito, Fernando Lugo violou não apenas suas obrigações de bispo, mas também de simples católico.

Dom Tomás Balduíno critica, ainda, os bispos paraguaios por terem pedido perdão pelos pecados da Igreja paraguaia, numa referência implícita ao caso de Lugo.  Segundo Dom Balduíno, a Igreja não teria perdido perdão por suas supostas omissões aos anos de tirania dos governos paraguaios (anteriores a Lugo, é claro) e essa declaração pode ser usada pela oposição para desestabilizar o governo por meio de um moralismo hipócrita.

O pressuposto implítico desses argumentos é que muito mais importante que os pecados pessoais que cometemos são os pecados sociais, as estruturas de injustiça que oprimem o povo. E a redenção não se alcança buscando a santidade (ao menos como ela é entendida ordinariamente), mas lutando pela revolução. Proselitismo socialista puro. Ou defender o cumprimento de um mandamento virou moralismo hipócrita?

Infelizmente, não posso dizer que estou surpreso com a carta de Dom Tomás Balduíno. Na luta pelo socialismo vale tudo e todos os erros são desculpados em favor da causa.

Santo Cura D´Ars, padroeiro do clero, rogai por nós!

Anúncios
 
5 Comentários

Publicado por em 27 de abril de 2009 em Imprensa, Teologia da Libertação

 

5 Respostas para “Bispo brasileiro apóia presidente paraguaio

  1. Ana Luísa

    27 de abril de 2009 at 14:26

    O que me preocupa é essa proliferação, cada vez mais acentuada, de pensamentos revolucionários dentro da Igreja Católica. Eu sinto que é como se quisessem construir uma Igreja dentro da verdadeira Igreja, e ao ler uma declaração como a desse bispo, apoiando o presidente paraguaio, tenho mais certeza disso. Rezemos, invocando Santo Cura D’Ars, pedindo não apenas pelo clero de nossa Igreja, mas sobretudo pelo retorno da unidade da Igreja Católica, que tanto tem sofrido com notícias desse tipo…

     
  2. Eustáquio

    27 de abril de 2009 at 14:29

    e não deve ser o único…

     
  3. R. B. Canônico

    28 de abril de 2009 at 11:19

    Realmente, ser corajoso depois que se vira manchete em todos os jornais…

    Então esse todo Lugo foi um pamonha, um banana?

    Faça-me um favor…

     
  4. Anonimo

    3 de maio de 2009 at 12:28

    Uma vez, ouvi da boca de um padre, simpático à TdL, da Ordem dos Frades Pregadores, ordem de Dom Tomás Bauduíno: “Eu só deixaria a vida religiosa se fosse por um matrimônio.”

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: