RSS

A Igreja e o Mundo – 2ª Parte

24 abr

Dando início a minha exposição sobre as questões em que a Igreja é mais criticada, neste artigo analiso a ordenação de mulheres e o casamentos entre homossexuais.

Ordenação de mulheres: Certa vez, quando perguntando sobre a possibilidade de ocorrer a ordenação de mulheres, João Paulo II respondeu que isso é impossível, visto que não havia mulheres na última ceia. Muitos não entenderam o que o papa quis dizer, como se quais pessoas estavam presente na última ceia fosse uma coisa sem importância. Mas, isso é de suma importância.

A Igreja Católica ensina que foi na última ceia que Cristo instituiu o sacerdócio, portanto, como apenas os doze apóstolos estavam presentes, é porque apenas homens podem ser ordenados. Ou como o Catecismo coloca: “O colégio dos bispos, ao qual os presbíteros estão unidos no sacerdócio, torna presente e atualiza, até o retorno de Cristo, o colégio dos doze. A Igreja se reconhece vinculada por essa escolha do próprio Senhor. Por isso, a ordenação de mulheres não é possível” (§ 1577).

Além disso, existe outro motivo para o fato de que é não é possível ordenar mulheres. A Igreja sempre ensinou que homens e mulheres possuem naturezas diferentes e complementares. O sacerdote, em seu serviço eclesial, é o próprio Cristo que está presente a sua Igreja. Ao encarnar, Cristo tomou para si uma natureza humana, a masculina. Logo, só é possível àqueles de mesma natureza assumir o Seu lugar no serviço eclesial.

Muitas vezes argumenta-se que Cristo só escolheu homens como apóstolos por causa dos costumes da época em que vivia. Quem pensa assim esquece-se que Cristo elevou o papel das mulheres, quebrando vários costumes da época. Ele conversou publicamente com uma samaritana, deixou uma mulher pecadora se aproximar Dele na casa do fariseu Simão, afirmou a igualdade de direitos entre homens e mulheres no que concerne ao casamento e perdoou a adúltera. Isso sem contar que também tinha um grupo de fiéis seguidores e que sua Mãe Santíssima ocupou um lugar privilegiado na incipiente Igreja.

Nas últimas décadas a Igreja se pronunciou várias vezes sobre o assunto, mas, infelizmente, o mundo não lhe deu ouvidos e continua a pedir a ordenação de mulheres. Talvez por causa disso, o papa João Paulo II decidiu emitir uma proclamação dogmática, tentando encerrar o assunto de maneira definitiva. Pena que os “especialistas” não conhecem esse pronunciamento. Na Carta Apostólica Ordinatio Sacerdotalis João Paulo II declarou de uma vez por todas que não é possível ordenar mulheres:

Portanto, para que seja excluída qualquer dúvida em assunto da máxima importância, que pertence à própria constituição divina da Igreja, em virtude do meu ministério de confirmar os irmãos (cfr. Lc 22,32), declaro que a Igreja não tem absolutamente a faculdade de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres, e que esta sentença deve ser considerada como definitiva por todos os fiéis da Igreja“.

Portanto, a Igreja nunca ordenará mulheres.

Casamento homossexual: Como está no Gênesis, Deus criou a mulher para ser companheira do homem. As condenações ao homossexualismo são freqüentes no Antigo Testamento. No Novo Testamento, São Paulo também faz essa condenação várias vezes: “Então não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos iludas! Nem os impudicos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os depravados, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os injuriosos herdarão o Reino dos Céus“. (1 Cor. 6, 9-10).

Já ouvi algumas pessoas argumentarem que isso é mera opinião pessoal de São Paulo. Tudo o que tenho a dizer a pessoas assim é que, a partir do momento em que elas passaram a decidir o que é certo e o que é errado na Bíblia, elas deixaram de ser cristãs, deixaram de seguir a Deus e passaram a seguir elas próprias. Espero profundamente que percebam o erro em que incorrem e passem a seguir a Deus.

O Catecismo da Igreja ensina também que os atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados, contrários à lei natural e fecham o ato sexual ao dom da vida, em caso algum podendo ser aprovados.

Portanto, a Igreja nunca realizará o matrimônio entre dois homens ou entre duas mulheres.

Anúncios
 
6 Comentários

Publicado por em 24 de abril de 2009 em Uncategorized

 

6 Respostas para “A Igreja e o Mundo – 2ª Parte

  1. R. B. Canônico

    26 de abril de 2009 at 22:05

    Marcelo, só agora estou normalizando minha vida blogueira, eolhe lá! Seu blog já está favoritado no meu, e está realmente excelente!

    Poste sempre, que estarei acompanhando com atençao!

    Abraços!

     
  2. Marcelo Moura Coelho

    27 de abril de 2009 at 9:46

    Valeu, Rodolfo!

     
  3. Rodrigo Santana

    2 de maio de 2009 at 16:09

    Marcelo.
    Obrigado pelo envio do endereço do blog e parabéns pela iniciativa. Muito esclarecedores os dois artigos.

     
  4. Marcelo Moura Coelho

    2 de maio de 2009 at 16:46

    Obrigado, Rodrigo.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: