RSS

Viver a Quaresma

25 mar

A Quaresma está perto de acabar, mas acho que ainda dá tempo de postar um texto utilizado no grupo jovem de minha paróquia. Ele é uma traduçã/adaptação da mensagem para a Quaresma deste ano publicada pela conferência dos bispos canadenses. Fiz alguns acréscimos.

A Quaresma surgiu como um tempo de preparação para adultos que recebiam o batismo durante a Santa Missa da Vigília Pascal, no Sábado de Aleluia. Gradualmente se tornou um tempo especial de penitência e conversão para todos os fiéis, em preparação para a Páscoa da Ressurreição do Senhor.
Os quarenta dias da Quaresma têm origem em dois acontecimentos bíblicos: A peregrinação do povo de Israel no deserto durante 40 anos, depois que Moisés o libertou do Egito, e os 40 dias que Jesus jejuou no deserto, antes de iniciar sua vida pública.
O objetivo da Quaresma é viver mais fielmente nosso batismo, morrendo para o pecado e vivendo para Deus. Devemos pensar na Quaresma como um campo de treinamento, onde fortificamos nossa alma e nosso corpo para vivermos o resto do ano de maneira mais cristã. Para atingirmos esse objetivo a Igreja chama todo cristão a viver determinadas práticas:
1 – Renúncia ao pecado: Jesus nos ensina que quem O ama, guarda seus mandamentos, em especial os dois maiores: Amar a Deus sobre todas as coisas e amar o próximo como a si mesmo. Lembremo-nos dos dez mandamentos e reflitamos se nossa vida está de acordo com eles.
2 – Oração: Nos Evangelhos, especialmente no de São Lucas, vemos Jesus orando constantemente e São Paulo nos ensina que devemos rezar sem cessar. Segundo a Igreja os melhores horários para rezar são ao acordar, antes de dormir e antes das refeições. Uma oração muito bom para todos os fiéis é rezar o Rosário meditando seus mistérios. A oração é, antes de tudo, a elevação da alma a Deus.
3 – Jejum: O jejum tem seu valor esquecido atualmente. Enquanto se considera algo normal fazer dieta para perder peso, acha-se estranhíssimo jejuar para o bem da alma. Mas não devemos nos esquecer que Jesus jejuou antes de iniciar sua vida pública e o jejum mostrou àqueles que o praticam que um estômago vazio leva a uma oração melhor. Escreve São Pedro Crisólogo: “O jejum é a alma da oração e a misericórdia é a vida do jejum, portanto quem reza jejue. Quem jejua tenha misericórdia. Quem, ao pedir, deseja ser atendido, atenda quem a ele se dirige. Quem quer encontrar aberto em seu benefício o coração de Deus não feche o seu a quem o suplica”. O Papa Bento XVI, na sua Mensagem para a Quaresma desde ano disse que: “Privar-se do sustento material que alimenta o corpo facilita uma ulterior disposição para ouvir Cristo e para se alimentar da sua palavra de salvação. Com o jejum e com a oração permitimos que Ele venha saciar a fome mais profunda que vivemos no nosso íntimo: a fome e a sede de Deus”. Importante lembrar que jejum não é só deixar de comer, mas também é comer menos.
4 – Prática de boas obras: Existem sete obras de misericórdia corporal, quais sejam: Alimentar os famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus, abrigar os peregrinos, confortar os prisioneiros, visitar os doentes, sepultar os mortos e ensinar os ignorantes. Também existem sete obras de misericórdia espiritual: Rezar pelos vivos e pelos mortos, corrigir os pecadores, aconselhar a quem está na dúvida, consolar os tristes, suportar as injustiças com paciência, perdoar as injustiças de boa vontade. Passemos a praticá-las no dia-a-dia.
5 – Esmolas: Devemos dar esmolas para ajudar os pobres, os trabalhos caritativos da Igreja e outras entidades que façam trabalho caritativo. Lembremos que nossa ajuda não é simplesmente àqueles que precisam ou que merecem, mas ao Cristo que se identificou com elas.
6 – Abstinência: É uma forma de penitência próxima ao jejum. Consiste em se abster de comer carne de animais de sangue quente (carne vermelha e de frango). É obrigatória para todo católico na Quarta-Feira de Cinza e na Sexta-Feira Santa, mas a Igreja recomenda maior freqüência na abstinência.
7 – Cumprimento dos nossos deveres de estado: É uma penitência muito difícil: amar a Deus nas nossas tarefas do dia-a-dia. Ser um bom filho/filha, bom marido/esposa, namorado/namorada, estudante, trabalhador e etc. Como nos ensinou São Paulo, devemos fazer tudo para a glória de Deus.
8 – Leitura Meditada: Num mundo com constante poluição sonora e visual nós cristãos precisamos de um tempo para meditar sobre as verdades eternas. Assim como alimentamos o corpo, devemos alimentar a alma com a leitura da Bíblia e de livros de santos. A Lectio Divina também é um instrumento importantíssimo para alimentar a alma.
9 – Desapego Material: Jesus nos disse que onde está nosso coração, ai está nosso tesouro e que devemos acumular tesouros no Céu e não na terra. O mundo materialista de hoje é uma constante tentação aos cristãos. Como está meu apego aos bens materiais? A Igreja ensina que quem quer possuir acaba sendo possuído. Reflitamos sobre isso.
10 – Controle de nosso desejo por entretenimento: Apesar do entretenimento não ser ruim em si mesmo seu excesso acaba se tornando um empecilho para nossa relação com Deus. Quantas vezes não passamos o final de semana inteiro em churrascos, festas, cinema e etc, mal tendo tempo para a Santa Missa dominical? Façamos um pequeno jejum de entretenimento para melhor elevarmos nossas almas a Deus.
É muito útil estabelecer um pequeno programa para viver a Quaresma, com um cronograma de atividades espirituais e metas a atingir. Ao final da Quaresma é interessante se confessar para viver a Semana Santa da maneira mais cristã possível.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de março de 2009 em Bento XVI, Espiritualidade, Quaresma

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: